top of page
  • Marcos Cintra

Nos tempos democráticos do amor e da picanha: Loa Nº 2

Correto e bem vindo o reajuste das bolsas do CNPq e da CAPES. Igualmente cruciais são dois pontos que anoto abaixo:


1) Liberação total e imediata dos fundos do FNDCT para a comunidade científica brasileira.

Brasil tem uma grande e respeitável estrutura institucional de ensino e pesquisa mas que está sucateada, dentre outras razões, por injustificável carência de recursos. O que o setor produtivo arrecada aos vários fundos do FNDCT deve regressar intacto para suas finalidades precípuas, sem qualquer retenção ou contingenciamento. Recurso do FNDCT é uma transferência e não deve estar incluído no teto de gastos. São verbas públicas, mas não pertencem ao Tesouro.


2) Redobrado e rígido acompanhamento e maior atenção ao impacto da contribuição científica brasileira que é simplesmente lamentável e incompatível com o volume de recursos despendidos. Temos instituições, temos capital humano excelente, e teoricamente temos recursos. Basta gastar bem, com qualidade.

Topo
bottom of page