top of page
  • Marcos Cintra

Cuidado com as palavras, Presidente


Em mais um dos seus arrobes retóricos, o presidente Lula diz recentemente que a Vale não manda no Brasil e que a empresa Vale, tanto quanto as outras empresas brasileiras, devem sim cumprir as determinações do governo.


Presidente Lula, nós vemos num regime capitalista onde a liberdade individual, tanto pessoal quanto das empresas, tem que ser respeitada acima de tudo, exceto a lei. E tanto o senhor como a Vale, como o governo, tem que respeitar e cumprir apenas o que a lei manda, nada mais.


As empresas não são obrigadas a aceitar o que o governo acha que é bom ou ruim para elas, até porque a companhia Vale que era estatal foi privatizada e o seu poder hoje naquela companhia está limitado pelo percentual no equity que o senhor tem na empresa, e que há 6 ou 7% apenas.


Eu acho que uma declaração como essa demonstra prepotência, autoritarismo, uma certa arrogância, achando que a sua vontade ou do governo que o senhor representa tem que estar acima de qualquer outra determinação, inclusive quem sabe até da lei.


Eu sei que no afã aí de um discurso, num palanque, num palco, com vários seus acólitos lhe aplaudindo, muitas vezes essas coisas brotam espontaneamente esses excessos. Mas cuidado, presidente, uma palavra dita não volta atrás.


A sua fala, o seu pensamento representa o que diz o povo brasileiro. E no nosso regime nós temos que respeitar exclusivamente a lei que é a vontade soberana do povo brasileiro. É isso, presidente. Cuidado com as palavras.

Comments


Topo
bottom of page