top of page
  • Marcos Cintra

Política industrial ou punição?

A abertura da economia é um processo de ganho de produtividade e competitividade. Como nos apontam os Tigres Asiáticos, o melhor caminho é combinar proteção provisória com aviso prévio de quedas paulatinas de alíquotas de importação, de modo a dar aos produtores domésticos tempo para investir e concorrer com os produtos externos. Assim, eleva-se a produtividade e reduzem-se os preços, enquanto são mantidos a produção interna e os empregos e ampliados os mercados interno e externos.


Do contrário, como ilustra o exemplo argentino, a abertura generalizada e sem aviso antecipado aos importados pode, rapidamente, desindustrializar uma economia.


Aqui, a redução das alíquotas está sendo introduzida mais como castigo pela ganância do que como incentivo à produtividade. A valorização do real, por outro lado, além de gerar dificuldades para a manutenção do mercado interno, está levando o país a perder mercados externos, pois vários setores estão paralisando suas exportações. É um dos conflitos que o Plano Real terá de encarar alguns meses mais. Um desafio para a equipe econômica, juntamente com as políticas salarial, cambial e comercial. Mas a solução desses conflitos ocorrerá no âmbito do próximo Congresso, independentemente do Executivo.


As reduções rápidas nas alíquotas do Imposto sobre Importações e a valorização do real estão criando um paraíso para os consumistas. A política de liberalização das importações, além de permitir-lhes comprar artigos estrangeiros a preços equivalentes (ou inferiores) aos dos similares nacionais, está se constituindo em um eficiente instrumento de controle de inflação. Preços baixos, produtos de qualidade e inexistência de inflação, aparentemente, indicam uma escolha perfeita. Entretanto, não se pode confundir uma política de controle de preços com uma política de abertura da economia, nem seus respectivos horizontes temporais. As necessidades de curto prazo requerem a redução brusca do preço dos importados, enquanto uma política industrial e de crescimento econômico de longo prazo exige abertura e redução de alíquotas de forma gradual e previamente anunciada.


Jornal dos Empresários.

Comments


Topo

NOVOS ARTIGOS:

bottom of page