Buscar
  • Marcos Cintra

Por uma reforma tributária responsável

É inaceitável a forma impositiva como algumas lideranças políticas e empresariais estão tratando a reforma tributária. O processo exige debate e a apresentação de alternativas que atendam as reais necessidades do contribuinte brasileiro. As propostas que vêm sendo cogitadas prejudicam setores como a agropecuária e a prestação de serviços.


A reforma tributária como vem sendo tocada no Congresso Nacional representa um grande salto no escuro. Não é possível impor um processo às pressas que claramente beneficia um ou outro setor em detrimento de segmentos pujantes como a agropecuária e grandes geradores de emprego e renda como o de serviços.


A necessidade de uma reforma tributária é indiscutível, mas a forma açodada como está sendo tocada é inaceitável. Trata-se de uma processo complexo onde todos os segmentos da sociedade devem participar e apresentar sugestões.


A proposta de tributação sobre dividendos aos acionistas pode ser uma alternativa desde que ocorra uma redução da pesada tributação sobre a renda das empresas. O Brasil onera em 34% o lucro das firmas, um dos índices mais elevados do mundo.