Buscar
  • Marcos Cintra

Regime de medo

Nutro enorme amizade, respeito e admiração pelo Ministro Alexandre de Moraes.

Mas não posso concordar com o que li hoje.

Participo do grupo que nada mais é do que uma conversa de clube, futebol, política e economia.

Nunca soube de qualquer encontro ou reunião entre seus membros.


Conheço pessoalmente uns 4 ou 5 apenas e creio que o mesmo ocorre com os outros membros.

Grupo de tolerância total com opiniões divergentes, que são uma constante nas conversas.


Não há mínimos indícios de ser grupo “Bolsonarista”; eu que fui exonerado pela incompreensão e impulsividade do Presidente quando o servi na Receita Federal, e concorro a vice presidente em chapa adversária à dele.


Não sou bolsonarista, mas se fosse, não seria pecado.

Não se trata de célula revolucionária em articulações criminosas.


Nenhum indício disto, apenas palavras em conversas informais entre uns poucos que por acaso estavam dialogando naquele momento. Ministro, não podemos instaurar um regime de medo.


Chega de insegurança.