Buscar
  • Marcos Cintra

Opinião de um especialista: Roberto Campos

Roberto Campos é um dos mais ilustres liberais brasileiros e defende o Imposto Único Federal.


O IUF trará melhorias para a vida de todo brasileiro e para economia.


Não podemos mais perder tempo com um sistema tributário extremamente burocrático e que prejudica a população.


"Minha posição sobre o assunto sempre foi clara. Considero que o Imposto Único é o mais moderno e econômico instrumento de arrecadação."

"A estrutura clássica de impostos, à qual aferramos, é uma curiosa relíquia artesanal na era eletrônica."

"Não tenho o menor respeito pela sabedoria convencional que entroniza, como indispensável, os impostos clássicos, tais como o sobre a renda e o imposto sobre valor agregado na circulação de mercadorias. São ambos insuportavelmente obsoletos."

"O imposto bom não é o imposto velho nem o imposto clássico. Imposto bom é o imposto insonegável e de cobrança automatizada. Qualquer imposto sonegável, é socialmente injusto. E se a cobrança depende de documentos declaratórios, torna-se um desperdício. A automaticidade e a insonegabilidade são precisamente as características do chamado Imposto Único."

"Infelizmente, a metodologia simplificadora do imposto único foi desmoralizada pelo fato de ter o governo por duas vezes – no caso do IPMF (1993) e da CPMF (1996) – aproveitado a metodologia automática do imposto sem lhe absorver a ideologia simplificadora."

"Trata-se de um instrumento sofisticado que se tornou grosseiro pelo mau uso, como se um florete de esgrima fosse utilizado para cortar grama".