Informações equivocadas

  Informações equivocadas têm sido divulgadas na imprensa referente à unificação de tributos sobre a movimentação financeira. Importante ressaltar que em momento algum foi proposto recriar a CPMF, algo que rechaço de modo veemente. O projeto em estudo se alinha com as necessidades do mundo globalizado e digital que temos hoje. Os impostos tradicionais não funcionam mais porque foram idealizados há mais de meio século. A reforma que propomos é estrutural e simulações que estamos realizando mostram que ela contribuiria de modo expressivo para o crescimento sustentado da economia brasileira e o país teria uma forma eficaz de acabar com a sonegação que bate em meio trilhão de reais por ano.

 

Confira a matéria completa no Valor Econômico.

 

Compartilhar no Facebook
Compartilhar no Twitter
Compartilhar no Linkedin
Compartilhar no Google+
Please reload

Posts relacionados:
Please reload