top of page
  • Marcos Cintra

IPTU: acredite se quiser

MARCOS CINTRA C. DE ALBUQUERQUE


No momento em que apresentamos a ideia do Imposto Único, uma forma de aliviar a pesada carga tributária que deve ser paga pela população, propondo a manutenção apenas de alguns dos atuais impostos, não podemos nos calar diante do escândalo em que se transformou o absurdo aumento do IPTU para os paulistanos.


A vergonhosa discrepância entre o que o PT pregou nos palanques e o que faz na prática apenas ressalta o despreparo dos petistas não apenas para lidar com a gigantesca máquina municipal, mas também para, no mínimo, preservar sua já combalida imagem de defensores das necessidades do povo e da transparência administrativa.


Que tipo de consciência e transparência podem existir em um partido que, ao assumir o poder na Prefeitura, age com irresponsabilidade e insensibilidade, aumentando em até 1.800% o valor de um imposto?


Até este ponto, o cenário é revoltante. No entanto, ele pode se tornar ainda mais chocante quando observamos que Luiza Erundina, insatisfeita com a alíquota progressiva exorbitante para a correção do IPTU, optou por uma estratégia de mídia que, segundo a imprensa, custou mais de Cr$ 2 bilhões para explicar que "carnê é coisa do passado" e oferecer outras justificativas pouco convincentes.


A imagem ridícula usada pela Prefeitura está tendo o efeito oposto ao pretendido pelos estrategistas de marketing, uma vez que os habitantes de São Paulo estão revoltados e indignados, tentando descobrir como lidar com o rombo que o IPTU poderá causar em seus já apertados orçamentos.


Esperamos sinceramente que não cause esse estrago, pois temos fé de que a Justiça atenderá ao clamor geral e coletivo de todos que compreendem a insanidade dos valores cobrados pela prefeitura. Vale ressaltar que o PDS também entrou com um mandado de segurança coletivo contra o IPTU e sua inconstitucionalidade na 11ª Vara da Fazenda Pública.


É evidente que, ao buscar reforços para o caixa de campanha do candidato petista à sua sucessão, a prefeita Erundina está perdendo o rumo e comprometendo a pouca credibilidade que lhe resta. O PT está se preparando para segurar a bomba que o episódio do IPTU representa, uma bomba que, se detonada, revelará feridas ocultas pela enganosa auto-promoção publicitária municipal realizada no ano passado com um custo de Cr$ 3,1 bilhões, pagos pelo cidadão paulistano.


Todos devemos nos preparar para lidar com a artimanha previsível que o PT, em sua astúcia populista, utilizará em relação à inadimplência da população no pagamento do IPTU. Neste ano de eleições, a prefeita poderá alegar que o estado calamitoso de São Paulo se deve à falta de recursos decorrente da inadimplência no pagamento do IPTU. Assim, tentará nos convencer de que os buracos nas ruas, as inundações, a precariedade dos transportes coletivos e outros problemas ocorrem porque os paulistanos não pagam impostos.


A verdade inegável é que o buraco cavado por Luiza Erundina com o IPTU é grande demais e será extremamente difícil de ser tapado.



Marcos Cintra Cavalcanti de Albuquerque é presidente do diretório regional do PDS em São Paulo.



Publicado no Jornal Diário Popular



Comments


Topo
bottom of page