Buscar
  • Comentários do momento

Estado, P&D e a Finep


Em países que se destacam na área de inovação, como China e Estados Unidos por exemplo, o Estado tem papel fundamental no processo de Pesquisa e Desenvolvimento (P&D). Neles o poder público se articula com o setor privado para obter eficácia nos resultados dos investimentos nessa área. No Brasil a Finep vem desenvolvendo ações nessa linha. Estamos reestruturando o ambiente de inovação no país visando alavancar investimentos no setor.

Cabe destacar três ações.

A primeira se refere à criação do programa Finep – Startup, que irá aportar recursos financeiros em empresas emergentes através da participação no capital delas. Trata-se de uma iniciativa que visa estimular a inovação por conta da redução de incertezas. A empresa que for bem-sucedida poderá ter a Finep como sócia do negócio.

A segunda medida se refere a transformação do FNDCT, principal fundo de financiamento de pesquisa tecnológica no Brasil, de um fundo contábil em um fundo financeiro. Se nos últimos 10 anos isso tivesse ocorrido esse fundo teria hoje em caixa R$ 45 bilhões para investimentos, em vez dos R$ 9 bilhões atualmente existentes.

A terceira ação é a criação do programa Finep-Conecta, que garantirá recursos para empresas que dediquem, no mínimo, 15% dos valores dos seus projetos para a contratação de pesquisas com as universidades e os institutos de ciência e tecnologia (ICTs). Apenas neste ano serão disponibilizados R$ 500 milhões.

A sociedade brasileira deve assimilar a importância da inovação para o país e o poder público tem o dever de rearticular o sistema de pesquisa e desenvolvimento criando uma estrutura financeiramente robusta e compartilhada com o setor produtivo. A Finep segue essa diretriz e se torna estrategicamente fundamental para a produção nacional.

#Comentáriosdomomento #finep #ciencia